• Anúncio Global
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

[Derivadas] Assíntotas, pontos de infexão e

[Derivadas] Assíntotas, pontos de infexão e

Mensagempor Laisa » Qua Fev 20, 2019 15:35

Estou com muita dúvida nessas questões, não sou muito boa nessa parte de gráficos e muita coisa como por exemplo pontos de inflexão nunca vi, gostaria de uma ajuda, alguns dos cálculos eu já fiz, por favor me ajudem

1) Assinale a alternativa correta :
( ) Se f é decrescente em seu domínio, então a derivada que de f é negativa em todos os pontos de seu domínio.
( ) Se a derivada segunda de f é positiva em um intervalo e negativa em outro, então f possui um ponto de inflexão.
( )Se f é crescente em seu domínio, então a derivada de f é positiva em um intervalo e negativa em outro, então f não possui ponto de inflexão.
( )A função f(x)=cos(e^-^x) possui uma assíntota horizontal.

Resposta da ultima derivada f(x)=cos(e^-^x)
Utilizo a regra da cadeia u = f(g(x)) -> y'=(g(x)). g'(x)
f(x) cos = sen
f(x) e^-^x = e^-^x
f'(x)=e^{-x}\sen \left(e^{-x}\right) ( Não sei se está certo também )



2) Considere a seguinte situação: o raio e altura de um cilindro estão variando de modo que seu volume não se altera.
( )A taxa de variação da altura e raio são constantes.
( ) A área total do cilindro está aumentando.
( ) A área da superfície do cilindro também se mantém constante.
( )Se a altura está aumentando, a taxa de variação da altura do cilindro é maior que a taxa de variação do raio do cilindro.

3)Considere a funçãof(x)=sen(4x)/3x
( ) A função f é uma função ímpar.
( ) A função f é uma função par.
( ) A função f possui uma assíntota vertical.
( ) A função f possui uma assíntota horizontal.

Resolvendo a derivada f(x)=sen(4x)/3x
Derivo utilizando a regra da cadeia u = f(g(x)) -> y'=(g(x)). g'(x)
f'(x) sen = cos
f'(x) 4x = 4
f'(x) =  cos 4x . 4/ 3x
Gostaria de saber se essa resposta está correta e que me ajudem a saber qual opção ela é.

4)Considere a funçãof(x)=1/x
( ) Existem pontos no gráfico e nos quais a reta tangente é horizontal.
( ) A função f possui um número par de pontos críticos.
( )Como a derivada de f é negativa em todo seu domínio, a função f é uma função decrescente.
( ) O Gráfico f possui um ponto de inflexão.

Resolvendo a derivada f(x)=1/x
Primeiro aplico a regra do expoente \quad \frac{1}{a}=a^{-1}
f(x) = x^-^1
Aplico a regra (x^p)\right=p\cdot x^{p-1}
E obtenho o resultado: f'(x)=-1\cdot \:x^{-1-1} = -1/x^2
Agora a parte de fazer os gráficos eu não sei muito bem

5) Esboce o gráfico da função
f(x) = e^x/x-1
explicitando o domínio da função, os interceptos (casos existam) com os e
ixos, as assíntotas (caso existam),
estudo do crescimento/decrescimento e estudo da concavidade da função.
Laisa
Novo Usuário
Novo Usuário
 
Mensagens: 4
Registrado em: Ter Fev 19, 2019 21:57
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: Ciência da computação
Andamento: cursando

Re: [Derivadas] Assíntotas, pontos de infexão e

Mensagempor rcompany » Qua Fev 20, 2019 18:49

f(x)=\cos{e^{-x}

f \text{ \'e a composi\c c\~ao de tr\^es fun\c c\~oes:}\\ a: x \mapsto -x\\b: t\mapsto e^t\\c: u\mapsto \cos{u}

f=c\circ b\circ a \\ \text{ e }(c\circ b \circ a)'(x)=c'((b\circ a)(x))\times (b\circ a)'(x)=c'((b\circ a)(x))\times b'(a(x))\times a'(x)

\text{No caso de f:}\\
f'(x)= -\sin{e^{-x}}\times e^{-x} \times (-1) = e^{-x}\sin{e^{-x}} \\\text{ que implora gritando pela mundan\c ca de vari\'avel } t=e^{-x} \\ \text{para ter uma fun\c c\~ao usual bem conhecida}
rcompany
Novo Usuário
Novo Usuário
 
Mensagens: 6
Registrado em: Seg Fev 18, 2019 00:57
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: administração
Andamento: formado

Re: [Derivadas] Assíntotas, pontos de infexão e

Mensagempor rcompany » Qua Fev 20, 2019 19:48

f(x)=\dfrac{\sin{4x}}{3x}

regras básicas de deriva\c c\~ao: \Big (\dfrac{u}{v}\Big)'=\dfrac{u'v-uv'}{v^2}\quad e \quad (u\circ v)'=u'(v)\times v'

\begin{array}{rl} \mathcal{D}_{\!f}=\mathbb{R}^*\\f'(x)&=\dfrac{((\cos{4x})\times 4)\times (3x) - (\sin{4x}) \times (3)}{(3x)^2}\\[\bigskipamount]&=\dfrac{4x\cos{4x}-\sin{4x}}{3x^2}\end{array}

E \lim_{x\to +\infty}f'(x)=0

f\text{ é par se }\forall x \in \mathcal{D}_{\!f}, f(-x)=f(x)

f\text{ é impar se }\forall x \in \mathcal{D}_{\!f}, f(-x)=-f(x)

Deixo você ver qual se aplica à f
rcompany
Novo Usuário
Novo Usuário
 
Mensagens: 6
Registrado em: Seg Fev 18, 2019 00:57
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: administração
Andamento: formado

Re: [Derivadas] Assíntotas, pontos de infexão e

Mensagempor rcompany » Qua Fev 20, 2019 20:09

4) f(x)=\dfrac{1}{x}

Primeiro isso é uma função usual. Deve saber de cor que \Big (\dfrac{1}{x} \Big )'=-\dfrac{1}{x^2} e também que se u é uma função derivável e não-nula então \Big (\dfrac{1}{u}\Big )'=\dfrac{-u'}{u^2}. Não precisa passar pela derivada de uma potência.

Segundo, tudo nesse item 4 é trivial. Sugiro uma releitura do seu material de aula...derivadas, variação de uma função, pontos críticos, tangentes à uma curva, limites e assintotas etc... Alias o estudo completo da função f:x\mapsto \dfrac{1}{x} deve estar em algum lugar nos seus livros de aula.
rcompany
Novo Usuário
Novo Usuário
 
Mensagens: 6
Registrado em: Seg Fev 18, 2019 00:57
Formação Escolar: PÓS-GRADUAÇÃO
Área/Curso: administração
Andamento: formado


Voltar para Cálculo: Limites, Derivadas e Integrais

 



  • Tópicos relacionados
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 10 visitantes

 



Assunto: método de contagem
Autor: sinuca147 - Seg Mai 25, 2009 09:10

Veja este exercício:

Se A = {x \in Z \hspace{1mm} | \hspace{1mm} \frac{20}{x} = n, n \in N} e B = {x \in R \hspace{1mm} | \hspace{1mm} x = 5m, m \in z}, então o número de elementos A \cap B é:

Eu tentei resolver este exercício e achei a resposta "três", mas surgiram muitas dúvidas aqui durante a resolução.

Para determinar os elementos do conjunto A, eu tive de basicamente fazer um lista de vinte dividido por todos os números naturais maiores que zero e menores que vinte e um, finalmente identificando como elementos do conjunto A os números 1, 2, 4, 5, 10 e 20. Acho que procedi de maneira correta, mas fiquei pensando aqui se não existiria um método mais "sofisticado" e prático para que eu pudesse identificar ou ao menos contar o número de elementos do conjunto A, existe?

No processo de determinação dos elementos do conjunto B o que achei foi basicamente os múltiplos de cinco e seus opostos, daí me surgiram estas dúvidas:

existe oposto de zero?
existe inverso de zero?
zero é par, certo?
sendo x um número natural, -x é múltiplo de x?
sendo z um número inteiro negativo, z é múltiplo de z?
sendo z um número inteiro negativo, -z é múltiplo de z?

A resposta é 3?

Obrigado.


Assunto: método de contagem
Autor: Molina - Seg Mai 25, 2009 20:42

Boa noite, sinuca.

Se A = {x \in Z \hspace{1mm} | \hspace{1mm} \frac{20}{x} = n, n \in N} você concorda que n só pode ser de 1 a 20? Já que pertence aos naturais?
Ou seja, quais são os divisores de 20? Eles são seis: 1, 2, 4, 5, 10 e 20.
Logo, o conjunto A é A = {1, 2, 4, 5, 10, 20}

Se B = {x \in R \hspace{1mm} | \hspace{1mm} x = 5m, m \in z} você concorda que x será os múltiplos de 5 (positivos e negativos)? Já que m pertence ao conjunto Z?
Logo, o conjunto B é B = {... , -25, -20, -15, -10, -5, 0, 5, 10, 15, 20, 25, ...

Feito isso precisamos ver os números que está em ambos os conjuntos, que são: 5, 10 e 20 (3 valores, como você achou).

Vou responder rapidamente suas dúvidas porque meu tempo está estourando. Qualquer dúvida, coloque aqui, ok?

sinuca147 escreveu:No processo de determinação dos elementos do conjunto B o que achei foi basicamente os múltiplos de cinco e seus opostos, daí me surgiram estas dúvidas:

existe oposto de zero? sim, é o próprio zero
existe inverso de zero? não, pois não há nenhum número que multiplicado por zero resulte em 1
zero é par, certo? sim, pois pode ser escrito da forma de 2n, onde n pertence aos inteiros
sendo x um número natural, -x é múltiplo de x? Sim, pois basta pegar x e multiplicar por -1 que encontramos -x
sendo z um número inteiro negativo, z é múltiplo de z? Sim, tais perguntando se todo número é multiplo de si mesmo
sendo z um número inteiro negativo, -z é múltiplo de z? Sim, pois basta pegar -z e multiplicar por -1 que encontramos x

A resposta é 3? Sim, pelo menos foi o que vimos a cima


Bom estudo, :y:


Assunto: método de contagem
Autor: sinuca147 - Seg Mai 25, 2009 23:35

Obrigado, mas olha só este link
http://www.colegioweb.com.br/matematica ... ro-natural
neste link encontra-se a a frase:
Múltiplo de um número natural é qualquer número que possa ser obtido multiplicando o número natural por 0, 1, 2, 3, 4, 5, etc.

Para determinarmos os múltiplos de 15, por exemplo, devemos multiplicá-lo pela sucessão dos números naturais:

Ou seja, de acordo com este link -5 não poderia ser múltiplo de 5, assim como 5 não poderia ser múltiplo de -5, eu sempre achei que não interessava o sinal na questão dos múltiplos, assim como você me confirmou, mas e essa informação contrária deste site, tem alguma credibilidade?

Há e claro, a coisa mais bacana você esqueceu, quero saber se existe algum método de contagem diferente do manual neste caso:
Para determinar os elementos do conjunto A, eu tive de basicamente fazer um lista de vinte dividido por todos os números naturais maiores que zero e menores que vinte e um, finalmente identificando como elementos do conjunto A os números 1, 2, 4, 5, 10 e 20. Acho que procedi de maneira correta, mas fiquei pensando aqui se não existiria um método mais "sofisticado" e prático para que eu pudesse identificar ou ao menos contar o número de elementos do conjunto A, existe?