• Anúncio Global
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

matemática financeira / Juros compostos

matemática financeira / Juros compostos

Mensagempor Roberta » Sex Jul 11, 2008 21:00

Olá a todos!! :-)

Queria ajuda do pessoal para resolver esta questão :shock:

Augusto emprestou R$ 30.000,00 a César, à taxa de juros de 10% ao mês. Eles combinaram que o saldo devedor seria
calculado a juros compostos no número inteiro de meses e, a seguir, corrigido a juros simples, com a mesma taxa de
juros, na parte fracionária do período, sempre considerando o mês com 30 dias. Para quitar a dívida 2 meses e 5 dias após o empréstimo, César deve pagar a Augusto, em reais,
(A) 39.930,00
(B) 39.600,00
(C) 37.026,00
(D) 36.905,00
(E) 36.300,00

Como estabelecer os valores ? Não sei por onde começar... :?

Obrigada !!!
Roberta.gmail :-)
Roberta
Usuário Parceiro
Usuário Parceiro
 
Mensagens: 56
Registrado em: Qui Jun 19, 2008 17:55
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: estudante de direito
Andamento: cursando

Re: matemática financeira / Juros compostos

Mensagempor fabiosousa » Sex Jul 11, 2008 22:16

Olá Roberta!

Comece calculando o montante M após 2 meses, partindo do capital C, com a taxa de juros compostos i de 10%:

M = C \left( 1 + \frac{i}{100}\right)^n

Depois, encontre a taxa i_2 proporcional aos 5 dias. Faça uma regra de três:

\left\{
\begin{matrix}
\text{30 dias} & & 10\% \\
\text{5 dias} & & i_2 \\
\end{matrix}
\right.

Corrija o montante M com esta taxa de juros simples.

Dica: utilize C = 30, no final, multiplique o montante por 1000.

Bons estudos!
Fábio Sousa
Equipe AjudaMatemática.com
| bibliografia | informações gerais | arquivo de dúvidas | desafios

"O tolo pensa que é sábio, mas o homem sábio sabe que ele próprio é um tolo."
William Shakespeare
Avatar do usuário
fabiosousa
Colaborador Administrador - Professor
Colaborador Administrador - Professor
 
Mensagens: 881
Registrado em: Qui Jul 19, 2007 10:58
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: Licenciatura em Matemática IME-USP
Andamento: formado

Re: matemática financeira / Juros compostos

Mensagempor Roberta » Sex Jul 11, 2008 22:53

Vlw Fábio!
Obrigada!! :-)
Roberta.gmail :-)
Roberta
Usuário Parceiro
Usuário Parceiro
 
Mensagens: 56
Registrado em: Qui Jun 19, 2008 17:55
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: estudante de direito
Andamento: cursando

Re: matemática financeira / Juros compostos

Mensagempor fabiosousa » Sáb Jul 12, 2008 00:11

Também acho interessante comentar sobre esta conhecida "fórmula" para juros compostos...
Uma vez entendida a idéia, em caso de esquecimento, podemos obtê-la novamente. Veja...

Sendo:
i: a taxa de juros em cada período
C: o capital inicial
n: o número de períodos considerados (meses, anos etc)
M_n: o montante após n períodos


No início, para n=0, temos:

M_0 = C


Após 1 período:


Quando n=1, aplicamos pela primeira vez a taxa de juros:

M_1 = M_0 + M_0 \cdot \frac{i}{100}

Substituindo M_0:

M_1 = C + C \cdot \frac{i}{100}

Colocando C em evidência:

M_1 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)

Após 2 períodos:


Da mesma forma, temos o montante anterior acrescido do percentual relacionado à taxa de juros:

M_2 = M_1 + M_1 \cdot \frac{i}{100}

Colocando M_1 em evidência:

M_2 = M_1 \left( 1 + \frac{i}{100} \right)

Substituindo M_1:

M_2 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right) \cdot \left( 1 + \frac{i}{100} \right)

M_2 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)^2


Após 3 períodos:


O mesmo processo, aplicando a taxa de juros sobre o montante atual:

M_3 = M_2 + M_2 \cdot \frac{i}{100}


Colocando M_2 em evidência:

M_3 = M_2 \cdot \left( 1 + \frac{i}{100} \right)

Substituindo M_2:

M_3 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)^2 \cdot \left( 1 + \frac{i}{100} \right)

M_3 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)^3


Após 4 períodos:


Fazendo da mesma forma, obtemos:

M_4 = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)^4


\vdots


Após n períodos:


Percebemos uma forma geral para o montante:

M_n = C \left( 1 + \frac{i}{100} \right)^n

Esta expressão pode ser provada por indução matemática, mas este seria outro assunto.

Até mais!
Fábio Sousa
Equipe AjudaMatemática.com
| bibliografia | informações gerais | arquivo de dúvidas | desafios

"O tolo pensa que é sábio, mas o homem sábio sabe que ele próprio é um tolo."
William Shakespeare
Avatar do usuário
fabiosousa
Colaborador Administrador - Professor
Colaborador Administrador - Professor
 
Mensagens: 881
Registrado em: Qui Jul 19, 2007 10:58
Formação Escolar: GRADUAÇÃO
Área/Curso: Licenciatura em Matemática IME-USP
Andamento: formado


Voltar para Estatística

 



  • Tópicos relacionados
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

 



Assunto: [Função] do primeiro grau e quadratica
Autor: Thassya - Sáb Out 01, 2011 16:20

1) Para que os pontos (1,3) e (-3,1) pertençam ao grafico da função f(X)=ax + b ,o valor de b-a deve ser ?

2)Qual o maior valor assumido pela função f : [-7 ,10] em R definida por f(x) = x ao quadrado - 5x + 9?

3) A função f, do primeiro grau, é definida pos f(x)= 3x + k para que o gráfico de f corte o eixo das ordenadas no ponto de ordenada 5 é?


Assunto: [Função] do primeiro grau e quadratica
Autor: Neperiano - Sáb Out 01, 2011 19:46

Ola

Qual as suas dúvidas?

O que você não está conseguindo fazer?

Nos mostre para podermos ajudar

Atenciosamente


Assunto: [Função] do primeiro grau e quadratica
Autor: joaofonseca - Sáb Out 01, 2011 20:15

1)Dados dois pontos A=(1,3) e B=(-3,1) de uma reta, é possivel definir a sua equação.

y_{b}-y_{a}=m(x_{b}-x_{a})

1-3=m(-3-1) \Leftrightarrow -2=-4m \Leftrightarrow m=\frac{2}{4} \Leftrightarrow m=\frac{1}{2}

Em y=mx+b substitui-se m, substitui-se y e x por um dos pares ordenados, e resolve-se em ordem a b.

3=\frac{1}{2} \cdot 1+b\Leftrightarrow 3-\frac{1}{2}=b \Leftrightarrow b=\frac{5}{2}



2)Na equação y=x^2-5x+9 não existem zeros.Senão vejamos

Completando o quadrado,

(x^2-5x+\frac{25}{4})+9-\frac{25}{4} =0\Leftrightarrow (x-\frac{5}{2})^2+\frac{11}{4}=0

As coordenadas do vertice da parabola são (\frac{5}{2},\frac{11}{4})

O eixo de simetria é a reta x=\frac{5}{2}.Como se pode observar o vertice está acima do eixo Ox, estando parabola virada para cima, o vertice é um mínimo absoluto.Então basta calcular a função para os valores dos extremos do intervalo.

f(-7)=93
f(10)=59