• Anúncio Global
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

[Distribuição normal] com normal reduzida e tabela, dúvida

[Distribuição normal] com normal reduzida e tabela, dúvida

Mensagempor MarciaChiquete » Sáb Set 17, 2016 20:38

Olá, tenho me empenhado a entender o conteúdo relacionado à matéria de "Distribuição normal".
Colocarei abaixo o enunciado do exercício do qual tive dúvidas. Lembrando que tentei a alternativa a), mas ainda me restam muiitas dificuldades de interpretação.
Obrigada a todos.
Segue enunciado:
------------
A duração T de um relógio de determinado modelo, antes de avariar, é uma variável
aleatória com distribuição normal, com média 11 anos e desvio padrão de 1,5 anos. O
fabricante pretende oferecer um período de garantia, dentro do qual os relógios avariados
são substituídos por relógios novos. Esse período deverá ser tão grande quanto possível,
mas sem que os custos se tornem abusivos.
(a) Qual é a probabilidade de um relógio durar mais de 10 anos?
(b) Qual deverá ser o período de garantia, se a fábrica não pretender substituir mais do
que 5% dos relógios?
(c) Considere um cliente que comprou 5 relógios:
(i) Qual é a probabilidade de pelo menos dois deles durarem mais de 11,5 anos?
(ii) Qual é a probabilidade de pelo menos um deles durar menos de 10 anos?
-------------

A alternativa a) fiz como manda o pacote. Desenhei a curva, transformei na reduzida Z, consultei a tabela disponibilizada pela Professora (segue em anexo) e calculei a probabilidade. O resultado para T>10 anos foi de 74,54%. Acertei? :)

Já na alternativa b tive dificuldade em interpretar... Um relógio avariado seria aquele em que o T de duração fosse maior que a média, nesse caso T>11? E quanto aos menos de 5% de relógios substituídos? Como faço???

A alternativa ci), eu devo calcular a probabilidade de T>11,5? e depois usar binômios? E depois fazer o mesmo na cii)?

Desculpem as mil dúvidas, é que tenho dificuldades em matemática. Curso Geografia na faculdade, por isso a matéria de estatística é importante pra minha formação.
Não precisam me mostrar os resultados, uma condução para a resolução já seria de grande ajuda.
Muitíssimo obrigada, novamente.
Anexos
tabela_z.png
Tabela para Z<=z, área a esquerda
MarciaChiquete
Novo Usuário
Novo Usuário
 
Mensagens: 1
Registrado em: Sáb Set 17, 2016 20:36
Formação Escolar: SUPLETIVO
Área/Curso: Geografia
Andamento: cursando

Voltar para Estatística

 



  • Tópicos relacionados
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 4 visitantes

 



Assunto: método de contagem
Autor: sinuca147 - Seg Mai 25, 2009 09:10

Veja este exercício:

Se A = {x \in Z \hspace{1mm} | \hspace{1mm} \frac{20}{x} = n, n \in N} e B = {x \in R \hspace{1mm} | \hspace{1mm} x = 5m, m \in z}, então o número de elementos A \cap B é:

Eu tentei resolver este exercício e achei a resposta "três", mas surgiram muitas dúvidas aqui durante a resolução.

Para determinar os elementos do conjunto A, eu tive de basicamente fazer um lista de vinte dividido por todos os números naturais maiores que zero e menores que vinte e um, finalmente identificando como elementos do conjunto A os números 1, 2, 4, 5, 10 e 20. Acho que procedi de maneira correta, mas fiquei pensando aqui se não existiria um método mais "sofisticado" e prático para que eu pudesse identificar ou ao menos contar o número de elementos do conjunto A, existe?

No processo de determinação dos elementos do conjunto B o que achei foi basicamente os múltiplos de cinco e seus opostos, daí me surgiram estas dúvidas:

existe oposto de zero?
existe inverso de zero?
zero é par, certo?
sendo x um número natural, -x é múltiplo de x?
sendo z um número inteiro negativo, z é múltiplo de z?
sendo z um número inteiro negativo, -z é múltiplo de z?

A resposta é 3?

Obrigado.


Assunto: método de contagem
Autor: Molina - Seg Mai 25, 2009 20:42

Boa noite, sinuca.

Se A = {x \in Z \hspace{1mm} | \hspace{1mm} \frac{20}{x} = n, n \in N} você concorda que n só pode ser de 1 a 20? Já que pertence aos naturais?
Ou seja, quais são os divisores de 20? Eles são seis: 1, 2, 4, 5, 10 e 20.
Logo, o conjunto A é A = {1, 2, 4, 5, 10, 20}

Se B = {x \in R \hspace{1mm} | \hspace{1mm} x = 5m, m \in z} você concorda que x será os múltiplos de 5 (positivos e negativos)? Já que m pertence ao conjunto Z?
Logo, o conjunto B é B = {... , -25, -20, -15, -10, -5, 0, 5, 10, 15, 20, 25, ...

Feito isso precisamos ver os números que está em ambos os conjuntos, que são: 5, 10 e 20 (3 valores, como você achou).

Vou responder rapidamente suas dúvidas porque meu tempo está estourando. Qualquer dúvida, coloque aqui, ok?

sinuca147 escreveu:No processo de determinação dos elementos do conjunto B o que achei foi basicamente os múltiplos de cinco e seus opostos, daí me surgiram estas dúvidas:

existe oposto de zero? sim, é o próprio zero
existe inverso de zero? não, pois não há nenhum número que multiplicado por zero resulte em 1
zero é par, certo? sim, pois pode ser escrito da forma de 2n, onde n pertence aos inteiros
sendo x um número natural, -x é múltiplo de x? Sim, pois basta pegar x e multiplicar por -1 que encontramos -x
sendo z um número inteiro negativo, z é múltiplo de z? Sim, tais perguntando se todo número é multiplo de si mesmo
sendo z um número inteiro negativo, -z é múltiplo de z? Sim, pois basta pegar -z e multiplicar por -1 que encontramos x

A resposta é 3? Sim, pelo menos foi o que vimos a cima


Bom estudo, :y:


Assunto: método de contagem
Autor: sinuca147 - Seg Mai 25, 2009 23:35

Obrigado, mas olha só este link
http://www.colegioweb.com.br/matematica ... ro-natural
neste link encontra-se a a frase:
Múltiplo de um número natural é qualquer número que possa ser obtido multiplicando o número natural por 0, 1, 2, 3, 4, 5, etc.

Para determinarmos os múltiplos de 15, por exemplo, devemos multiplicá-lo pela sucessão dos números naturais:

Ou seja, de acordo com este link -5 não poderia ser múltiplo de 5, assim como 5 não poderia ser múltiplo de -5, eu sempre achei que não interessava o sinal na questão dos múltiplos, assim como você me confirmou, mas e essa informação contrária deste site, tem alguma credibilidade?

Há e claro, a coisa mais bacana você esqueceu, quero saber se existe algum método de contagem diferente do manual neste caso:
Para determinar os elementos do conjunto A, eu tive de basicamente fazer um lista de vinte dividido por todos os números naturais maiores que zero e menores que vinte e um, finalmente identificando como elementos do conjunto A os números 1, 2, 4, 5, 10 e 20. Acho que procedi de maneira correta, mas fiquei pensando aqui se não existiria um método mais "sofisticado" e prático para que eu pudesse identificar ou ao menos contar o número de elementos do conjunto A, existe?